Logo após divulgar a lista de convocados para as rodadas finais das Eliminatórias, Tite concedeu entrevista coletiva e precisou responder sobre Neymar, craque da seleção brasileira que vive um momento físico complicado e que amargou a eliminação de seu Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões, na última quarta-feira. Para o treinador da Canarinho, o atacante está em um processo de recuperação de uma lesão no tornozelo e deve chegar bem para os jogos diante de Chile e Bolívia, marcados para os dias 24 e 29 de março, respectivamente.

“Ele fez um jogo bom no primeiro tempo (contra o Real Madrid), e como toda a equipe, caiu na sequência”, considerou Tite, logo após anunciar a lista de convocados para os confrontos com o Chile e a Bolívia, pelas duas últimas rodadas das Eliminatórias. “Tem uma margem de crescimento porque ele tem uma qualidade extraordinária. É um processo de retomada normal de quem vem de lesão”, analisou o comandante. “Ele tem todo um processo de busca dessa melhor performance, e que o tempo vai dar, os treinamentos vão dar, os próprios treinamentos e essa sequência curta de jogos do PSG vão dar, a sequência com a seleção vai dar”, pontuou o técnico do Brasil.

Tite também foi questionado se Raphael Veiga, do Palmeiras, e o atacante Pedro, do Flamengo, estão no radar da comissão técnica para a disputa da Copa do Mundo, marcada para acontece de 21 de novembro a 18 de dezembro, no Catar. De acordo com o treinador, a dupla não pode ser descartada. “Um dos aprendizados que o tempo tem me dado como técnico é não fechar possibilidades reais, que elas acontecem. Têm atletas de alto nível que vão se afirmando, se consolidando e evoluindo ao longo do tempo. Nós, responsáveis por esse comando, temos que deixar aberto, se não fica um pré-conceito, e eu luto contra o pré-conceito, contra a ignorância, então é procurar evoluir de algum aspecto, estudar. Cobro esse tipo de comportamento conosco, é a índole dessa comissão técnica ter esse melhor acompanhamento. Um dirigente surpreendeu, fez uma confissão para o Juninho: ‘Pô, vocês querem saber de tudo sobre o cara?’. Sim, queremos saber tudo, é a nossa função. Em termos médicos e clínicos, táticos e técnicos, da função que ele pode exercer”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.