voltou a ser assunto no Corinthians por problemas extracampo. De acordo com o repórter setorista Caíque Silva, do Grupo Jovem Pan, o atacante será multado por faltar na reapresentação do time na última segunda-feira, 21. O motivo? O centroavante, que foi comemorar seu aniversário no Rio de Janeiro, no último fim de semana, não conseguiu voltar a tempo para fazer a atividade no CT Joaquim Grava. Apesar da situação, a polêmica não chega ser inédita na terceira passagem do atleta pelo clube do Parque São Jorge. Desde que deixou o Nagoya Grampus (Japão) e voltou para o futebol brasileiro, em julho de 2020, ele vem dando “dores de cabeça” para a diretoria corintiana.

Logo nos primeiros meses de seu retorno, em agosto de 2020, Jô causou polêmica no clássico entre São Paulo e Corinthians, disputado no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o atacante acertou um soco no zagueiro Diego Costa durante a derrota corintiana, mas passou impune pela arbitragem. Após o confronto, entretanto, ele foi julgado pelo STDJ e pegou gancho de dois jogos por “ato hostil”. Meses depois, o centroavante passou a ser acusado de desrespeitar as restrições do Estado de São Paulo para evitar a propagação do novo coronavírus. Em março de 2021, enquanto o Alvinegro paulista sofria com um surto de Covid-19 no elenco, o jogador tirou foto curtindo um resort ao lado do meio-campista Rómulo Otero – o caso passou impune pelos diretores corintianos. Três meses depois, o repórter Caíque Silva, da JP, flagrou o atleta saindo de uma festa clandestina em São Paulo, fato que foi negado pela assessoria de Jô.

No mesmo mês, Jô foi multado pela primeira vez por ter usado uma chuteira verde, cor do rival Palmeiras, no confronto com o Bahia, pelo Brasileirão da temporada passada. A polêmica foi levantada pela torcida através das redes sociais, e o atacante precisou se desculpar publicamente. Em meio aos episódios extracampo e o baixo rendimento dentro das quatro linhas, Jô também foi atacado por alguns torcedores. No dia 21 de julho de 2021, quando saía do evento da marca de roupas, em São Paulo, o jogador estava junto da esposa quando torcedores apedrejaram seu carro – ninguém ficou ferido na ocasião. Pouco tempo depois, o centroavante também foi atacado de outra forma, pelas redes sociais, sofrendo um famoso golpe pelo aplicativo WhatsApp.

Já quanto ao “sumiço”, não é a primeira vez que Jô “desaparece”. Durante as férias de fim de ano de 2021, o atacante ficou sem dar notícias para sua esposa por três dias. Como o atacante não estava a serviço do Corinthians, a diretoria nada pôde fazer e apenas acompanhou o caso. Quando retornou para casa, o veterano anunciou que havia decepcionado sua mulher e que o seu casamento havia acabado – ele e Cláudia reataram pouco depois. Em campo, seu rendimento também é frustrante. Revelado nas categorias de base do clube, bicampeão do Paulista (2003 e 2017) e Brasileiro (2005 e 2017), o jogador deixou sua fama de “Rei de Clássicos” e passou a apresentar números modestos, com apenas 19 gols marcados em 93 jogos desde sua volta, segundo os números do “Ogol”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.