Com a queda dos casos graves de Covid-19 no Brasil, o governo federal avalia a classificação de pandemia para endemia. A decisão está sendo avaliada pelo Ministério da Saúde. Segundo o ministro Marcelo Queiroga, a melhora no cenário epidemiológico é o principal fator para a mudança. “Aqui no Brasil, nós já temos a população em mais de 70% com a segunda dose, mais de 30% com a terceira dose de vacina. Enfrentamos bem a [variante] Delta, estamos enfrentando bem a Ômicron. Estamos com a queda do número de casos e de óbitos. Nós esperamos que essa redução seja sustentável, que a incidência da doença realmente diminua. E é nesse contexto que se considera o rebaixamento do caráter de pandemia para endemia. Claro que isso é uma decisão técnica”, afirmou. O ministro também disse que, para que a decisão seja tomada, é preciso levar em conta questões regulatórias como legislações federais, estaduais e municipais que estão em vigor por conta da pandemia.

Nas últimas semanas, em viagem em Nova Iorque, Queiroga conversou com entidades de organizações multilaterais da área de saúde. Ele não descarta um aumento de casos de Covid-19 neste período pós-Carnaval, mas, segundo ele, isso não afeta o cenário epidemiológico do país. O Brasil completou três semanas com queda nos casos da infecção pelo novo coronavírus. Nesta última quinta-feira, 3, foram registradas 594 mortes pela doença. A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 451. O país chega a menor marca desde o dia 28 de fevereiro. No total são quase 29 milhões de casos de Covid-19 e 651 mil mortes.

*Com informações da repórter Iasmin Costa

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.