O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou hoje (1) da cerimônia de graduação de sargentos da Força Aérea Brasileira (FAB). A graduação dos militares foi autorizada pelo presidente em dezembro do ano passado, quando assinou um decreto que alterou o Regulamento do Corpo do Pessoal Graduado da Aeronáutica.

Hoje, 60 militares foram promovidos à patente de segundo-sargento. Mas a medida vai beneficiar cerca de 1,4 mil militares da Aeronáutica, que serão promovidos de terceiro para segundo-sargento do Quadro Especial de Sargentos (QESA), de todos os grupamentos, a exemplo dos de comunicações, saúde, construção, infraestrutura, guarda e metalurgia, entre outros.

“Vocês fazem parte de uma corrente, um grande elo que existe entre os oficiais e a ponta final da linha, os soldados. Então, vocês são muito importante para nós, prestam os mais importantes serviços à FAB”, disse Bolsonaro.

Durante a graduação, o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior, disse que a promoção era uma demanda antiga da FAB e que a iniciativa confere à Força Aérea isonomia ao dar o mesmo tratamento em vigor na Marinha e no Exército.

“Não se pode falar nos valores de uma instituição sem se referir ao seu bem mais precioso, o conjunto formado por seus recursos humanos, os verdadeiros responsáveis por garantir e defender os interesses maiores do país”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.