Neymar concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, 8, véspera do confronto decisivo do Paris Saint-Germain contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Ao lado do técnico Maurício Pochettino, o atacante “comemorou” a ausência de Casemiro, que está suspenso após levar o terceiro cartão amarelo no jogo de ida, realizado no Parque dos Príncipes. “Casemiro é o melhor meio-campista da sua posição, mas o Real tem bons jogadores. Para nós, não muda nada, temos que jogar o melhor que podemos para ganhar. Mas para eles vai ser difícil e, para nós, é melhor que não jogue”, afirmou o camisa 10 do time francês.

Mesmo com a vantagem de 1 a 0 obtida em Paris, Neymar não considera seu time favorito para o duelo contra os madrilenos – a equipe francesa avança com um empate. “Um jogo entre PSG e Madrid sempre será 50% para cada lado, nunca haverá um favorito, porque há jogadores muito bons. Temos uma vantagem, mas não podemos confiar nela. Temos que jogar mais do que jogamos em Paris”, disse o atleta revelado pelo Santos, que confirmou sua presença no duelo marcado para começar às 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira, 9. “Disputar a Liga dos Campeões me anima muito. Estou muito feliz porque estarei em campo amanhã. Todos meus companheiros estão com gana de voltar para casa com a vitória”, completou.

Já Pochettino, por sua vez, garantiu que Mbappé vai para o jogo, ainda que o craque francês tenha sofrido um pisão no treino da última segunda-feira, na capital francesa. “Ele está bem. No momento do golpe ele estava com dores, mas depois de algumas horas ele estava andando normalmente. Esperamos que ele possa treinar e jogar amanhã sem problemas”, comentou o técnico argentino, que preferiu não cravar quem será o goleiro do PSG no jogo contra os espanhóis. “Amanhã teremos que jogar com um goleiro. Tenho paciência com a mídia, porque venho explicando a mesma coisa há oito meses. Temos sorte de ter dois grandes goleiros por nossa própria decisão e porque o PSG quis assim”, declarou, sem contar se irá escolher Gianluigi Donnarumma ou Keylor Navas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.