A marca de 86% por cento da população com mais de 12 anos vacinada com duas doses contra a Covid-19 foi celebrada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nas redes sociais. Até agora, o Brasil já aplicou 367 milhões de doses. A cobertura vacinal da faixa etária de 5 a 11 anos, porém, vai devagar: são 15% das crianças vacinadas com uma dose. No Estado de São Paulo, mais de 51% das crianças entre 5 e 11 anos foram vacinadas com a primeira dose. No Brasil, a vacinação deste grupo tem menos de um mês. Nos Estados Unidos, nos dois primeiros meses da campanha a cobertura atingida foi de 18%.

Nesta terça-feira, 8, Queiroga voltou a negar que tenha havido o atrasos por parte do governo federal para iniciar a vacinação das crianças no Brasil. Ele disse que o Ministério da Saúde está fazendo a sua parte para fazer com que as doses pediátricas cheguem a todos os cantos do país e, assim, garantir o direito dos pais de imunizar os filhos. Queiroga cobrou mais empenho de estados e municípios para avançar a imunização das crianças, mas também avaliou ser natural que a vacinação desse grupo não corra na mesma velocidade dos adultos. “Vacinar uma criança não é igual vacinar um adulto. Eu mesmo tive a oportunidade de vacinar crianças aqui em Brasília. E, às vezes, você tem que convencer as crianças a se vacinar. Ninguém vai pegar uma criança à força e ir lá aplicar uma vacina com a criança berrando. Não dá. Então, nós estamos trabalhando para que os pais possam exercer esse direito”, disse.

*Com informações da repórter Carolina Abelin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.