O Big Brother Brasil 22 pegou fogo durante a tarde desta quarta-feira, 22. Isso porque Gustavo e Eslô protagonizaram uma briga após a consulta ao psicológico. Segundo o brother, houve falta de empatia do quarto Lollipop em não priorizar a Laís para o atendimento, já que a sister passou a noite em claro chorando e poderia perder a assistência médica por ser uma das convidadas ao almoço do líder. Ao ouvir a reclamação, Eslô afirmou questionou o rapaz: “como você sabe quem tá melhor ou pior aqui? Você não pode julgar os sentimentos de ninguém!”

Gustavo, então, permaneceu com sua opinião e afirmou que sua companheira deveria ter sido uma das primeiras a passar com o psicólogo. Após Laís pedir calma a Eslô, a jovem respondeu que não permitiria que alguém a fizesse tais afirmações. Então, a sister voltou ao quarto e contou, nervosa, a Eliezer o que havia acontecido: “Ele falou: ‘Cadê a empatia?’ e eu falei ‘cadê a tua empatia comigo, por exemplo?’ Não é sobre logística, pô. Ao contrário disso, todo mundo aqui precisa de psicólogo. Ah! Vai se f*der! Fica julgando o sentimento dos outros?”

Ao explicar o conflito que havia acontecido, Eslô ressaltou que não gostou de ouvir que a Laís estava pior. “Acho que ele se preocupar e falar: ‘estou preocupado e por isso estou pensando nela’ seria outra coisa do que ele falar que ela tá pior que outras pessoas. Ah! Vai tomar no c* meu irmão, ele não sabe como ninguém tá aqui não. Independente de jogo ou da p*ta que pariu, a gente é singular, cada indivíduo tem seus problemas, seus medo e ah! Vai tomar no c*! Vai se f*der”, exclamou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.