A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) utilizou as suas redes sociais nesta terça-feira, 01, para publicar um posicionamento e proibir que pilotos participem de competições internacionais com referências às bandeiras da Rússia e de Belarus. No lugar, os participantes terão de exibir uma bandeira da FIA. A orientação segue as diretrizes estabelecidas pelo Comité Olímpico Internacional. O presidente da entidade, Mohammed bin Sulayem, afirmou que o órgão está “solidário com Leonid Kostyuchenko, presidente da Federação de Automobilismo da Ucrânia (FAU) e com toda a família FIA no país. As medidas tomadas hoje reconhecem a autoridade da FAU na Ucrânia e também estão alinhadas com as recomendações feitas recentemente pelo Comitê Olímpico Internacional.” Com isso, equipes da Rússia e Belarus não mais poderão competir em eventos promovidos pela FIA e seus representantes serão afastados de seus cargos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.