A família de Diego Armando Maradona negou que a camisa leiloada por R$ 44,5 milhões seja a utilizada pelo craque nos gols históricos da Argentina por 2 a 1 sobre a Inglaterra – na ocasião, o ídolo argentino abriu o placar com um gol de mão e ampliou a vantagem enfileirando a marcação adversária. De acordo com Dalma Maradona, irmã, e Claudia Villafañe, mãe da lenda do futebol, o item vendido por um valor recorde foi utilizado no primeiro tempo daquela partida, quando o placar terminou zerado. A peça, vale lembrar, foi colocada a leilão por Steve Hodge, ex-jogador inglês que alega ter ficado com a vestimenta ao final do jogo, válido pelas quartas de final do Mundial de 1986.

“Sei perfeitamente que ele (Steve Hodge) não tem. Meu pai me disse: “Como vou dar a camisa da minha vida para ele? As pessoas que participarem deste leilão devem saber que é uma camisa importante, mas é a do primeiro tempo que acabou sem gols. Para mim, não tem valor”, disse Dalma Maradona, em entrevista à “Radio Metro”, da Argentina, nesta quinta-feira, 5. Responsável por organizar o leilão, a Sotheby’s rebateu e fez uma série de postagens em que diferencia as camisas utilizadas por Maradona no triunfo sobre os ingleses. Veja abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.