Cristiano Ronaldo tratou de aumentar a crise no Manchester United, que foi eliminado na Liga dos Campeões nas oitavas de final e ocupa apenas a sétima posição do Campeonato Inglês. Através das redes sociais, o craque português chamou Wayne Rooney e Jamie Carragher, outros dois ídolos dos “Diabos Vermelhos”, de “invejosos”. O comentário foi dado na publicação do ex-atacante, atual técnico do Derby County, que postou no Instagram uma foto de sua participação no programa ‘Monday Night Football’, da ‘Sky Sports’, ao lado do comentarista Carragher.

A declaração de Cristiano Ronaldo não deixa de ser uma resposta aos ex-companheiros de United. Wayne Rooney, no último final de semana, após o empate do time de Manchester com Leicester, disse que o retorno do português ao Old Trafford foi algo prejudicial. “Ele marcou gols importantes no início da temporada, mas acho que se você está olhando para o futuro do clube, tem que ir com jogadores mais jovens e famintos para levantar o United nos próximos dois ou três anos”, avaliou Rooney, de acordo com o “Daily Mail”. “Cristiano certamente não é o jogador que era quando tinha 20 anos. E isso acontece, é futebol. Ele é uma ameaça de gol, mas acho que precisam de jogadores jovens e famintos”, concluiu.

Já Carragher, que recentemente questionou os mil gols marcados por Pelé, afirmou que CR7 não deveria ter voltado para o Manchester United. O ex-zagueiro alegou que, apesar da qualidade do atacante, o clube errou em repatriá-lo e cometerá outro equívoco caso decida por mantê-lo na próxima temporada. “Seu custo não é um investimento inteligente”, disse o atual comentarista da rede de televisão britânica. Em 33 jogos desde que voltou, Cristiano anotou 18 gols e deu 3 assistência para os seus companheiros. Veja o comentário do “Robozão” abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.