Todos os postos da prefeitura do Rio de Janeiro para testagem rápida da Covid-19 serão desmontados até o final de fevereiro. A prefeitura entende que não há mais necessidade de manter a mobilização e quer que, a partir de março, a testagem seja feita em hospitais e unidades públicas ligadas à prefeitura e ao Sistema Único de Saúde (SUS). No auge do pico provocado pela variante Ômicron do novo coronavírus, no mês passado, para cada 10 testes realizados nesses postos públicos, metade dava positivo para Covid-19. Agora, para 10 testes, dois ou três são positivos. A prefeitura do Rio de Janeiro segue incentivando a vacinação contra a Covid-19 e, nesta semana, entra na última faixa etária para a imunização da população, meninos e meninas 5 anos de idade. Desde o início da pandemia, mais de 70 mil pessoas morreram por causa da Covid-19 no Rio de Janeiro. No Estado, já foram confirmados os primeiros casos da subvariante da Ômicron, a BA.2.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.