Abel Ferreira demonstrou confiança em uma vitória do Palmeiras sobre o Chelsea, na partida marcada para este sábado, 12, no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, pela final do Mundial de Clubes – a bola rola nos Emirados Árabes Unidos a partir das 13h30 (de Brasília). Em entrevista coletiva, o técnico palmeirense reconheceu a diferença de investimento para os “Blues”, mas ressaltou que o Verdão pode medir forças com os ingleses. “Como já disse, é uma equipe que gastou para montar este plantel 650 milhões de euros e o Palmeiras gastou 32 milhões para compor este elenco. Mas os valores que vão fazer a diferença amanhã são a competitividade, a amizade, a coragem, a ajuda, audazes para defender sem bola e com ela colocar o adversário em dificuldades. Nisso podemos nos comparar. O favoritismo deixo para vocês fazerem as capas de jornais, é bom que se escreva, porque o futebol não é só dentro das quatro linhas, engloba muita gente”, comentou o português.

Claro que dá para ganhar, o futebol é mágico por isso mesmo. Dá para ganhar. Contra quem for. As probabilidades do City na final da Liga dos Campeões apostavam neles e ganhou o Chelsea. Portanto claro que dá para ganhar. Temos de melhorar e muito (na América do Sul) a qualidade dos gramados. Eu vejo porque acham que o jogo no Brasil é lento. Tem única e exclusivamente a ver com o campo. Amanhã vão ver o time rápido. Não adianta ter uma Ferrari e andar nas ruas de São Paulo, tem de andar nas pistas. Temos de criar condições, além da densidade de jogos. A motivação, eu no último jogo digo que quando me levanto e respiro, quer maior motivação? Vestir este símbolo, ser treinador de futebol, há motivação maior? Eu sempre digo, aproveitem, porque não sei quando estaremos aqui outra vez (risos)”, acrescentou Abel Ferreira.

Pouco antes da entrevista coletiva, o Comitê Organizador do Mundial de Clubes anunciou que irá liberar a capacidade máxima do estádio para o confronto – a medida também vale para a disputa do terceiro lugar entre Al Hilal (Arábia Saudita) e Al Ahly (Egito). Exaltando a presença da torcida do Palmeiras, maioria na semifinal contra os egípcios, Abel Ferreira mandou um recado para os torcedores do Alviverde. “Não tomem todas, amanhã precisamos de vocês fresquinhos para ajudar ao Palmeiras (risos). Que desfrutem, amanhã foi liberado o estádio a estar cheio, desfrutem do jogo, do momento. Seguramente, aconteça o que acontecer, vamos ficar na história, mas queremos entrar para a eternidade”, brincou o comandante.

Além disso, Abel Ferreira convidou Pep Guardiola, treinador do Manchester City, a um jantar para conhecer mais o futebol brasileiro e o Palmeiras. Na última quarta-feira, o técnico espanhol cometeu uma gafe ao dizer que o River Plate era o atual campeão da Libertadores. “Os europeus conhecem muito bem a América do Sul, tanto que compram em grande quantidade. Sei do que está a falar, do Guardiola. Dizer que eu admiro muito o Guardiola, acredito que não tenha tempo, porque está muito focado em ganhar a Liga dos Campeões, porque é das melhores equipes da atualidade. O convido a ver o jogo e conhecer o Palmeiras. Ele tem um jogador que comprou do Palmeiras, e posso dizer a ele para estar atento, que temos mais e de grande qualidade. Como sei que ele gosta de conhecer pessoas novas e eu também gosto, se ele um dia puder almoçar ou jantar comigo, vai ser um gosto para trocarmos uma bolas e ver se aprendi alguma coisa”, declarou, em tom amistoso, Abel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.