Presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio Tapia afirmou nesta segunda-feira, 14, que vai recorrer contra a decisão da Fifa de realizar um novo jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 e suspender quatro jogadores da “Albiceleste”. “Como presidente da AFA, me comprometo a fazer todos os esforços necessários e apelar da decisão da Fifa, sobre a partida das Eliminatórias com o Brasil. Nossa prioridade é a seleção argentina. Sempre”, escreveu Tapia no Twitter.

Mais cedo, a Fifa anunciou que o jogo suspenso em 5 de setembro do ano passado deve ser disputado em data e local a serem determinados. O duelo foi interrompido cinco minutos após o apito inicial, quando agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Polícia Federal entraram no gramado da Neo Química Arena, em São Paulo, alegando que os jogadores argentinos omitiram na chegada ao Brasil que estiveram no Reino Unido catorze dias antes, o que os forçaria a cumprir quarentena, segundo os regulamentos vigentes na época.

*Com informações da EFE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.